Quando falamos sobre saúde, estamos falando em qualidade de vida associada a duração da vida.

Curar doenças, evitar doenças e melhorar o estado físico para promover qualidade de vida.

A medicina, segundo a corrente acidental, surgiu no império Aquemênida, e tem como seu criador Hipócrates, que viveu entre 460 e 377 a.C..

Como não se sabe exatamente a data, se considerarmos Hipócrates o criador, a ciência médica teria entre 2.397 e 2.480 anos.

A medicina chinesa é ainda mais velha e possui outras que existiram antes dela, a egípcia e a babilônica.

Contudo, esses milhares de anos de medicina somados, não conseguiram o avanço obtido no século passado.

Alavancada pela tecnologia, a medicina elevou a expectativa de vida mundial, de pouco mais de 37 anos para mais de 70 anos.

Isso se deu por conta do avanço obtido nos diagnósticos, na higiene, na anestesia, nas intervenções cirúrgicas e no desenvolvimento de medicamentos.

Alimentação melhor, guerras menos cruéis (se é que se pode dizer isso), vacinas, orientação da sociedade com relação a cuidados, meios de transporte mais seguros, tudo isso contribuiu positivamente, não há dúvida. Quanto mais civilizada é uma sociedade, maior a expectativa e melhor a qualidade de vida. Mas é inegável que sem a tecnologia os avanços não teriam acontecido.

A tecnologia da informação, nanotecnologia, engenharia, inteligência artificial, eletrônica, e muitas outras vertentes da tecnologia, foram determinantes para que esse avanço pudesse ser obtido.

No ano 2.000 já se fazia disgnóstico, e até tratamento, de doenças antes do nascimento. Até 1.900, não era possível saber nem o sexo do bebê, antes do nascimento.

Chegará o dia em que um equipamento será capaz de curar qualquer mal antes que sintamos os primeiros sintomas.

A engenharia genética fará com que doenças autoimunes sejam página virada.

As próteses eletromecânicas transformarão as cadeiras de rodas em curiosidades museológicas.

Reconstrução plástica, cirurgia corretiva dos olhos, medicamentos cada vez mais eficientes e com menos efeitos indesejáveis, próteses para substituir ossos, aparentemente não há limites.

Deus abençoe a medicina.

Deus abençoe a tecnologia.

#saude #medicina #metahipnose #autoajuda #qualidadedevida #bemestar

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *