A finalidade de abrir um negócio é ter sucesso, o que significa em outras palavras, conquistar consumidores para os produtos ou serviços da empresa, reter e fidelizar clientes, fomentar as vendas e ampliar a marca, cada vez mais.

Para atingir esse objetivo é preciso, ao longo do processo, arriscar, se reinventar e investir. É especialmente fundamental se adequar a novas realidades, a mudanças e à evolução que vêm ocorrendo nas relações de comércio.

Mais claro fica tudo isso em tempos de crise, como esta que estamos vivendo.

A concorrência, nestes tempos, impõe que a atenção se volte para um novo tipo de consumidor, que é basicamente digital e valoriza em primeiro lugar, como atrativo de fidelidade, o tipo de experiência que a marca lhe oferece: quer agilidade no atendimento, confiabilidade, segurança, cumprimento de prazos e resposta a suas expectativas de compra.

Na competitividade de mercado já ultrapassamos a questão de que o produto ou serviço deve ter qualidade e preço justo. O consumidor lida com esses quesitos muito bem, transita com maestria nesses temas.

O ponto agora é que o cliente sabe o poder que tem sobre a reputação da marca no espaço digital; sabe que uma avaliação pública, em redes sociais, é um apelo definitivo, que será respondida mais rapidamente e com mais eficiência pela empresa; sabe, também, a força da parceria que possui com outros consumidores, que divulgam e consultam as boas e más qualidades e práticas dos negócios.

Portanto se o mapa mudou é urgente mudar a estratégia para encontrar o tesouro: a conquista de novos consumidores e a retenção e fidelização dos clientes

Alavancar vendas, hoje dia, é sinônimo de utilizar aplicativos, em especial o WhatsApp, que permite um relacionamento direto com o cliente

O consumidor moderno circula por vários espaços, sites, lojas virtuais, ferramentas de busca, mas uma das formas mais rápidas e diretas de consumir é através das Plataformas de Atendimento via WhatsApp.

Mesmo grandes redes de varejo, com uma imensidade de lojas físicas, atualmente, alavancam suas vendas através dessas plataformas.

Esse novo jeito de vender é portanto muito valioso para qualquer tamanho ou segmento de negócio, modelo em que os clientes têm suas solicitações atendidas, dúvidas dirimidas e expectativas resolvidas, de imediato.

Esse processo tem se mostrado muito eficiente com o uso dos Chatbots, o atendimento automático, que não deixa o cliente esperando.

Mas, muitas empresas ainda questionam se este tipo de tecnologia não passa de um atendimento impessoal, feito por um robô; na verdade, não é bem assim. Chatbots definitivamente não são simplesmente robôs

Guardadas as devidas proporções, o Chatboot, poderia marcar aquele tópico de segurança que aparece para acesso a algumas plataformas digitais: “não sou um robô”.

Chatbot, na verdade é mais que um robô, é o software que facilita a interação do consumidor com a marca, dá respostas automaticamente, de forma amigável, diversificada e, guarda informações e conhecimento sobre o usuário.

A prática tem mostrado que o uso dessa tecnologia gera a satisfação do cliente, por oferecer um atendimento rápido, prático, personalizado, interativo e a economia que esse novo estilo de vender vem trazendo para as marcas, é incontestável.

Além da vantagem de estar onde os consumidores estão, ou seja, nos aplicativos de mensagem, principalmente o WhatsApp, o Chatbot consegue fazer uma atualização contínua com a experiência do usuário, pode dar informações sobre o status do delivery, quando a compra já foi realizada e, em último caso, encaminhar para um atendimento humano, garantindo que apenas situações mais complexas sejam resolvidas por alguém da equipe, o que otimiza recursos e nunca deixa o cliente sem resposta.

Por ser um software capaz de armazenar informações sobre o usuário e utilizar esse conhecimento para interagir, o Chatbot pode realizar todo o processo quando se trata de venda no espaço digital, o que representa agilidade para o consumidor e eficiência para a empresa.

A relação entre custo e benefício para investir nessa tecnologia pode ser avaliada pela revolução que a inteligência artificial vem realizando nas ferramentas e estratégias de relacionamento das empresas com seus consumidores: utilizar recursos como chat e voz nos processos de vendas se tornou comum, usual.

Dessa forma, elevar o nível do negócio representa considerar essas realidades e buscar os meios de colocá-las em prática. É definitivamente ponto relevante de valor agregado e competitividade, fundamentais para o negócio.

Deixe sua opinião aqui nos comentários e sugestões de temas para discutirmos em nosso Blog. E divulgue em suas Redes Sociais.

Quer conhecer mais sobre a tecnologia de atendimento via WhatsApp e Chatbots?

Fale com um de nossos especialistas, sem compromisso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *